sábado, 25 de maio de 2019 - 12:11h
Agentes Penitenciários interceptam pacotes com ilícitos que entrariam no presídio
IAPEN está intensificando as rondas na área externa no presídio porque o número de tentativas de burlar a segurança tem aumentado
Por: Ascom IAPEN
Foto: Acervo IAPEN
Celular e substancias entorpecentes foram encontradas no entorno da penitenciária e no telhado do Anexo.

Agentes Penitenciários estão intensificando as rondas na área externa do IAPEN, nesta sexta-feira, 25, dois pacotes foram encontrados próximos ao Anexo e Cadeião. Essa foi a quarta apreensão em uma semana. Os agentes acreditam que o aumento das tentativas de jogar ilícitos pela muralha tenha a ver com a instalação dos scanners corporais.        

Em menos de 10 dias agentes penitenciários flagraram pessoas não autorizadas circulando próximas a área de segurança do entorno do presídio e apreenderam encomendas ilicitas. Na sexta-feira, dois pacotes foram apreendidos, ambos continham material entorpecente e em um deles ligas que os presos utilizam para lançar objetos de um pavilhão para o outro. O maior incidência está sendo no prédio Anexo onde estão presos do regime semiaberto. No meio da semana, os agentes perceberam a movimentação estranha dos presos durante o banho de sol. Eles tentavam alcançar o telhado, os internos queria pegar um pacote que estava preso no ouriço de proteção. Um disparo de alerta foi executado para cessar a movimentação dos internos. A equipe de apoio entrou no pátio para recolher o objeto e constatou o ilícito. O pacote continha um celular.

Em outra tentativa de burlar a segurança, os próprios presos que têm o benefício do trabalho externo arremessaram um pacote no telhado. Os agentes flagraram a ação e impediram que quatro porções de droga entrassem no IAPEN. Em outra ação uma dupla tentou chegar próximo a muralha do anexo, mas fugiram ao ser avistados pelos agentes penitenciários o mesmo ocorreu nas apreensões desta sexta-feira.

Um dos agentes que participou das apreensões afirma que a entrada no presidio está mais rigorosa com o uso dos novos equipamentos Body Scan, por isso os presos estão tentando encontrar novas maneiras de burlar a segurança. “Essas tentativas estão ficando mais frequente porque com o scanner corporal ficou impossível esconder objetos no corpo”, afirmou.

Para o diretor-presidente do IAPEN, Lucivaldo Costa, os investimentos em segurança tem sido um fator importante de mudança e reconhecimento do serviço penitenciário. “E aqui não me refiro somente aos scanners corporais, mas sim todo o aparelhamento do sistema: viaturas, trajes de proteção para intervenção prisional, armamento e químicos para contenção de distúrbio. Todas essas pequenas coisas tem uma relevância muito grande no sistema prisional. Quando o estado investe em tecnologia, equipamento e capacitação o servidor penitenciário fica mais motivado, o trabalho flui com mais naturalidade e os resultados são o fortalecimento do estado e enfraquecimento do crime.”, afirmou.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

IAPEN - Instituto de Administração Penitenciária do Amapá
Rodovia Duque de Caxias, km 07, Cabralzinho - (96) 3261-2700 - gabinete@iapen.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2020 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá