quinta, 13 de agosto de 2020 - 11:42h
Doação realizada pela Secretaria de Saúde - SEMSA/PMM/AP ao Projeto Mãos que Ajudam - Ouvidoria Penitenciária - AP.
A campanha visa resguardar a saúde de todos os envolvidos no sistema penal.
Por: Ouvidoria Penitenciária - AP
Foto: Acervo Ouvidoria.
Entregas realizadas ao Coordenador do Tratamento Penal, Sr. José Antônio e à Chefe da Unidade de Saúde, Sra. Jacqueline Lima.

A parceria realizada entre a Ouvidoria Penitenciária-AP e a Secretaria de Saúde - SEMSA/PMM/AP, através da Sra. Gisela Cezimbra - Secretária e o Responsável de Logística da Coordenação IST/AIDS e Hepatites Virais, Sr. Denis Moraes, recebemos a doação de 4.320 (quatro mil trezentos e vinte) unidades de Preservativos, repassados à Coordenadoria do Tratamento Penal - COTRAP e à Unidade de Saúde - UNAS, do Instituto de Administração Penitenciária do Estado do Amapá - IAPEN-AP.

A terminologia Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) passou a ser adotada em substituição à expressão Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), porque destaca a possibilidade de uma pessoa ter e transmitir uma infecção, mesmo sem sinais e sintomas. As Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos. Elas são transmitidas, principalmente, por meio do contato sexual sem o uso de preservativo masculino ou feminino, com uma pessoa que esteja infectada. A transmissão de uma IST pode acontecer, ainda, da mãe para a criança durante a gestação, o parto ou a amamentação. De maneira menos comum, as IST também podem ser transmitidas por meio não sexual, pelo contato de mucosas ou pele não íntegra com secreções corporais contaminadas.

O tratamento das pessoas com IST melhora a qualidade de vida e interrompe a cadeia de transmissão dessas infecções. O atendimento, o diagnóstico e o tratamento são gratuitos nos serviços de saúde do SUS.

Os Preservativos doados pela SEMSA serão disponibilizados aos Reeducandos, conforme cronograma da UNAS, com entregas gradativas, para o retorno das visitas presenciais, que ocorrerão nos próximos finais de semana, é de extrema importância a realização de um trabalho de conscientização para prevenção das infecções.

Toda instituição deve elaborar e implementar medidas de intervenção no ambiente Institucional, visando a redução dos riscos associados a transmissão de todos os tipos de vírus, priorizando sempre a implantação de medidas de proteção de caráter coletivo.

PROTEÇÃO EM POUCAS PALAVRAS:

O preservativo é o método mais eficaz para se prevenir contra muitas doenças sexualmente transmissíveis, como a Aids, alguns tipos de hepatites e a sífilis, por exemplo. Além disso, evita uma gravidez não planejada. Por isso, proteja-se sempre.

O que é sífilis?
A sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) curável e exclusiva do ser humano, causada pela bactéria Treponema pallidum. Pode apresentar várias manifestações clínicas e diferentes estágios (sífilis primária, secundária, latente e terciária).

Nos estágios primário e secundário da infecção, a possibilidade de transmissão é maior. A sífilis pode ser transmitida por relação sexual sem preservativo com uma pessoa infectada ou para a criança durante a gestação ou até mesmo no parto.

A infecção por sífilis pode colocar em risco não apenas a saúde do adulto, como também pode ser transmitida para o bebê durante a gestação.

Em formas mais graves da doença, como no caso da Sífilis Terciária, se não houver o tratamento adequado pode levar a pessoa à morte.

Estima-se que a cada ano surgem cerca de 340 milhões de novos casos de ISTs curáveis (sífilis, gonorréia, clamídia, etc.) em todo o mundo
Se não tratadas, as ISTs podem ter implicações graves para a saúde
Todos os anos ocorrem milhões de ISTs virais incuráveis, inclusive 2,3 milhões de infecções por HIV.

Há muitos tipos de ISTs, algumas curáveis, outras não, algumas com sintomas horríveis, outras sem nenhum sintoma. Tudo o que pode ser realmente dito de todos os tipos de ISTs é que você não quer nenhuma delas, de jeito nenhum.

Sempre proteja-se contra ISTs ao ter relações sexuais e sempre procure logo o seu médico ou outro profissional da área da saúde qualificado se você tiver algum sintoma ou achar que pode ter sido exposta a risco de contrair uma doença/infecção.

Diagnóstico de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs):

Algumas ISTs não causam nenhum sintoma, de forma que sempre verifique se você acha que se expôs a esse risco. Faça exames!

Fazer os exames regulares para ISTs é essencial na vida sexual ativa, pois essas infecções são transmitidas de forma diferente - com algumas o contágio ocorre via contato com fluidos corporais, enquanto outras, via contato direto com a pele.

Em geral, as pesquisas mostram que os preservativos são mais eficazes na prevenção das ISTs transmitidas por fluidos corporais, tais como a clamídia, a gonorréia e o HIV. O seu uso também pode reduzir o risco de contrair doenças transmitidas pelo contato com a pele, tais como herpes e papilomavírus humano (HPV).

Existe um único contraceptivo que protege você contra o risco de infecção por HIV (AIDS) e outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), que é o preservativo (masculino ou feminino). A melhor maneira de permanecer segura (o) é ser sincera (o). Falar abertamente com seu parceiro (a) e nunca se deixar ser pressionada (o) a fazer nada sem seu consentimento.

Prevenir é sempre melhor que remediar.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

IAPEN - Instituto de Administração Penitenciária do Amapá
Rodovia Duque de Caxias, km 07, Cabralzinho - (96) 3261-2700 - gabinete@iapen.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2021 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá