quarta, 05 de janeiro de 2022 - 18:00h
Gripe: Governo do Amapá detecta casos de H3N2 dentro do Iapen; ações de contenção continuam
Após investigação laboratorial, pelo menos 80% dos detentos testados confirmaram para o vírus influenza A com a nova cepa.
Por: Nathanael Zahlouth - SECOM GEA
Foto: ASCOM SVS

Após investigação laboratorial, realizada pelo Laboratório Central (Lacen), a Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS), nesta quarta-feira, 5, confirmou 76 casos da gripe Influenza A, 81,7% das 93 amostras coletadas, no Instituto Administração Penitenciária do Amapá (Iapen). Das 76 confirmações, 63 são da variante H3N2.

Para conter o surto dentro do Instituto, desde o início da semana, equipes do Governo e da Prefeitura de Macapá têm realizado ações de saúde com acompanhamento diário, atendimento médico, busca ativa de casos e imunização dos não vacinados.

“Assim que o Estado tomou ciência dos casos dentro do Instituto, deslocamos equipes para ativar um plano de contenção do surto de gripe, todas as medidas possíveis serão tomadas não só no Iapen, mas também em todos os municípios. As recomendações de prevenção individual são as mesmas da covid, por isso, é importante manter o uso de máscaras, higiene e distanciamento social”, afirmou o superintendente da SVS, Dorinaldo Malafaia.

SAIBA MAIS: Estado e prefeitura intensificam ações para contenção de casos de síndromes gripais no Iapen

Nesta quarta-feira, 5, continua a ação de saúde iniciada ontem pelo Governo do Amapá para controlar os quadros de síndrome gripal no Instituto. Coordenada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), as atividades contam com equipe profissional composta por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Eles realizam triagem de verificação de sinais vitais, dispensação de medicamentos e administração de injetáveis. Durante os dias de ação, a equipe da Sesa também testará os detentos para Covid-19.

SAIBA MAIS: Governo do Amapá promove ação de saúde para conter casos de síndrome gripal no Iapen

Influenza A: H3N2

O vírus tem circulado no Brasil desde o ano passado e tem causado surtos da doença, inicialmente, nas regiões nordeste e sudeste do Brasil. No Amapá, desde o mês de dezembro, as autoridades de saúde do Estado têm monitorado um número crescente de casos de pessoas com sintomas da síndrome gripal.

“Naturalmente, a transição do verão para o inverno Amazônico, dentre outras condições climáticas causam um aumento de casos da síndrome gripal e circulação da influenza, neste período do ano, entretanto o surgimento de casos de uma nova variante do vírus pode acelerar esse processo”, afirmou o superintendente.

Macapá é o município que apresentou maior número de casos, passando de 2.027 casos em novembro de 2021 para 14.157 em dezembro do mesmo ano, o que significa 598% de aumento da doença, o segundo município que apresentou maior aumento foi Calçoene com 1862 casos no mês de dezembro, seguido de Laranjal do Jari com 1396 casos e Tartarugalzinho com 1164 casos. O município com menor número de casos é Oiapoque com 136 confirmações no mesmo período.

Ações de contenção

O atendimento para as síndromes gripais deve ser feito dentro das Unidades Básica de Saúde (UBS), cada cidadão deve manter as mesmas medidas de proteção listadas para a covid-19 e seguir as orientações médicas.

O Governo do Estado tem feito a investigação laboratorial dos casos, a partir da coleta de exames de RT-PCR, feito nas unidades de saúde, a investigação é feita no Laboratório Central (Lacen/SVS) por amostragem, que segue um critério de triagem, para verificar as cepas circulantes nas cidades.

Outra medida é o abastecimento dos municípios e unidades de saúde com o medicamento Tamiflu, que é o principal aliado no combate à influenza.

SAIBA MAIS: Governo já distribuiu mais de 5 mil comprimidos de combate à influenza

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

IAPEN - Instituto de Administração Penitenciária do Amapá
Rodovia Duque de Caxias, km 07, Cabralzinho - (96) 3261-2700 - gabinete@iapen.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2022 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá